A garantia de nossos produtos é de 1 (um) ano de garantia para molas e espumas. Tecidos a garantia é de 3 (três) meses. Esta é a norma praticada por todos os fabricantes associados à ABICOL – Associação Brasileira da Indústria de Colchões. É importante esclarecer que a garantia assegura ao consumidor a troca do produto se ele apresentar vício de qualidade dentro do prazo estipulado, ou para casos específicos.

A garantia destes produtos é de apenas 90 dias, conforme prática adotada por todos fabricantes associados a ABICOL.

A Certificação Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia) entrou em vigor em agosto de 2017 e trouxe mais responsabilidade para a indústria brasileira de colchões, garantindo também melhor qualidade para o consumidor e mais equilíbrio competitivo entre os fabricantes. A Plumatex conquistou o selo em todas as linhas de colchões de todas as suas marcas.

A Abicol – Associação Brasileira das Indústrias de Colchões foi fundada em 2011 e tem como objetivo buscar o desenvolvimento e o fortalecimento do setor colchoeiro nacional.
Seus valores institucionais são pautados em ATITUDE, INTEGRIDADE, INTERCOOPERAÇÃO e RESPONSABILIDADE
Este ano, a Abicol lançou o Selo Abicol para comunicar ao consumidor que os produtos com esse selo são produzidos por empresas responsáveis.
Para conquistar o Selo é necessário que o fabricante cumpra uma série de exigências estabelecidas pela Abicol.
O colchão que tem o Selo Abicol indica que foi produzido por fábricas que atendem aos requisitos obrigatórios estabelecidos no Sistema de Gestão de Boas Práticas elaborado pela Abicol e que cumprem, comprovadamente, a legislação e as normas vigentes.
Os fornecedores de matérias-primas para as indústrias colchoeiras que são associados à Abicol, e que conquistaram o direito a utilização do selo, demonstram também, cumprirem todas as práticas exigidas.
Os consumidores que escolherem o colchão com o Selo Abicol prestigiarão as empresas (fabricantes e fornecedores) que comprovam suas boas práticas focadas nos pilares estabelecidos como:

  • Respeito ao meio ambiente
  • Padrões sustentáveis de desenvolvimento
  • Respeito ao direito do trabalhador
  • Práticas leias de concorrência
  • Combate ao trabalho infantil

A Certificação Inmetro veio exatamente para padronizar o mercado de colchões, oferecendo ao consumidor a oportunidade de optar por produtos que cumprem as normas e padrões de qualidade. É bom ter atenção às marcas que vendem benefícios diferentes da maioria do mercado. Nem sempre garantia estendida é sinônimo de maior qualidade e durabilidade, apenas estratégia de vendas.

A garantia de 10 anos era apenas para as molas. A garantia para espumas já possuía cobertura de um ano e tecido, apenas três meses. Isso só confundia o consumidor. Hoje a garantia de um ano é para todos os componentes do produto. É importante também lembrar que a indústria alterou e padronizou a garantia dos produtos, mas não alterou a vida útil dos modelos. A certificação Inmetro veio exatamente para melhorar e padronizar o mercado, garantindo ao consumidor produtos de qualidade superior.

A empresa não estipula um prazo fixo para duração de seus produtos, mas recomenda a avaliação e troca do colchão no prazo de 3 a 5 anos. É importante saber que diferentes fatores interferem na durabilidade do produto, a exemplo da intensidade de uso e da adoção de cuidados adequados para a manutenção das propriedades do colchão, como giro e limpeza. Por isso, é importante que o consumidor siga sempre as instruções que constam no manual de uso e preste atenção ao Certificado de Garantia.

Como tudo que usamos, o colchão também agradece cuidados. Algumas dicas são importantes para garantir a sua durabilidade:
• Não apoie seu colchão em base inadequada ou em mau estado;
• Uso OBRIGATÓRIO de lençol
• Evite pular sobre o colchão;
• Não use seu novo colchão no plástico, pois os materiais precisam receber ventilação;
• Não apoie objetos pesados e pontiagudos, que podem rasgar a cobertura de tecido;
• O uso de ferro de passar roupas sobre o também pode comprometer a integridade do material.
• Girar o colchão a cada 15 dias, para mantê-lo bem conservado e confortável. De acordo com nossos especialistas, nos seis primeiros meses de uso, gire-o a cada 15 dias. Depois desse período, faça o mesmo a cada 30 dias.
• Passar aspirador de pó no colchão, para maior assepsia.

O cliente deve estar com os dados da nota fiscal de compra em mãos. Com isso, entra no site www.plumatex.com.br, clica em SAC. Preenche os dados solicitados e anexa as fotos conforme orientação do site. Após o envio de todo material e descritivo do possível vício do produto, será feito uma análise e dentro de 7 dias úteis, será encaminhado a resposta do que foi observado em seu relato. Se a reclamação for procedente, conforme CDC, haverá a troca, reparo ou ressarcimento do produto, no prazo de 30 dias úteis, iniciando contagem do dia da resposta de confirmação da garantia, pela indústria.
Caso não seja constatado vício de qualidade, o produto não será substituído.

A Plumatex dará todo o suporte, solicitando a sua rede de oficinas credenciadas, que vá em em sua residência, retire o produto com vício, faça o reparo com a devolução em até 2 dias úteis.

De acordo com o Artigo 18 do Código de Defesa do Consumidor caracteriza vício de qualidade a “inadequação do bem de consumo ao fim a que se destina”. Ou seja, quando o colchão não oferece os benefícios que deveria, como defeitos de fabricação ou avarias no transporte. No caso da constatação de vícios que qualidade, o consumidor pode solicitar à empresa o ressarcimento do valor, ou optar pela troca do produto, que precisa ser aceita pelo fabricante.

É importante ressaltar que a Plumatex também utiliza nessas avaliações o Anexo A da Norma Brasileira ABNT NBR 15413-1, 2ª Edição, da Associação Brasileira de Normas Técnicas. Esse dispositivo estipula, em medidas, quando marcas de acomodações no colchão podem ser consideradas afundamentos, caracterizando assim vício de qualidade.

Se o colchão chegar sujo no ato da entrega, deverá ser devolvido e trocado pelo revendedor por um novo. Colchão sujo após a entrega não é considerado defeito de fabricação, dessa forma não é motivo de assistência técnica.

Não. Todos os tecidos que a indústria trabalha são laudados pelo INMETRO. Logo essas bolinhas não são caracterizadas como defeito ou vício.
O mau uso (usar o colchão sem lençol), atrito, tempo de uso, qualidade do lençol e ou protetor de colchão podem ocasionar o surgimento do peeling no tampo.

Sim, após recebimento da carta-laudo com a negativa da empresa, o consumidor pode solicitar uma reavaliação do caso. Isso não significa que haverá uma nova vistoria na residência, mas sim a revisão do laudo feito na primeira visita para que haja uma conclusão definitiva do caso, seja ela diferente da anteriormente informada ou não.

Alguns estabelecimentos comerciais vendem conjuntos de marcas diferentes, o que é permitido por lei, e é claro, uma opção do consumidor. No caso de adquirir um colchão Plumatex e a base de outro fabricante, orientamos que sejam verificadas as informações dos pedidos no ato da compra. Mas lembre-se sempre: a compra de um colchão não deve ser feita às pressas ou levando em consideração só o preço.

Para falar com a Plumatex o consumidor pode enviar email para sac@plumatex.com.br ou ligar para o telefone (62) 4014-1625, de segunda à sexta-feira, das 10h às 15:00h.

A Plumatex só vende a lojistas e representantes autorizados da marca. Para saber onde encontrar o representante mais próximo, encontre a sessão “Representantes” em nosso site.

Trocas por falta de adaptação ao produto não são realizadas pela Plumatex e também não são uma prática do mercado, pois não se trata de vício de qualidade. É possível, porém, que o consumidor consiga efetuar a troca diretamente com o lojista, bastando que sejam consultados seus termos e condições. Exatamente para evitar esse tipo de aborrecimento recomendamos uma pesquisa apurada antes da compra.

É preciso identificar o modelo adequado às necessidades e ao biotipo de quem pretende desfrutar de uma boa noite de sono. Um vendedor criterioso pode ajudar muito nessa tarefa, demonstrando modelos que mais se adaptam ao nível de conforto que o consumidor prefere, macio, firme ou extra firme. Você não deve sentir, por exemplo, pressão maior em pontos de pressão do corpo como a coluna lombar, os ombros, ou cervical. Escolha com calma, e se não vire sozinho, esteja de preferência com a pessoa com quem dividirá a cama. O peso e a altura da pessoa mais pesada são os que devem ser considerados para se determinar a escolha.
No caso de casais, um colchão de mola é a melhor opção, principalmente se a diferença de peso entre os dois for muito grande. Atente-se para o fato de que quanto maior o número de molas, melhor o suporte e resistência das molas do produto. Existem parâmetros que indicam o colchão ideal para cada caso. Também dê preferência pelo conjunto completo, colchão e box, pois esses produtos são projetados de maneira complementar.

Não existe o melhor colchão e sim, aquele que se adapta perfeitamente ao que você deseja. Ele depende da necessidade, biotipo e do gosto de cada um. A cama ideal deve dar suporte para a coluna, seja qual for o seu peso, afinal, quando dormimos, relaxamos e perdemos o controle do corpo. É função do colchão dar o suporte necessário para evitar dores nas costas devido à má postura ao dormir. Pessoas com sobrepeso devem ter atenção extra na hora da compra, já que precisam de colchões mais firmes, que ofereçam esse apoio, e é por isso que é preciso avaliar e experimentar sempre seu colchão antes de decidir por um. A Plumatex recomenda nestes casos colchões que utilizam as molas LFK. Esta tecnologia tem um bloco de molas duplas com fio helicoidal contínuo de 2.2mm de espessura, que permite o comportamento ideal de adaptação do corpo ao colchão, modificando a sua firmeza e apoio de acordo com a pressão recebida.

Pesquisar na internet aquilo que se pretende comprar é um hábito cada vez mais comum. Todavia, no caso de um colchão, a percepção do toque e do nível de conforto, ainda prevalecem na maioria das vezes. Mas nada impede que o consumidor compre pela internet, desde que estude bem as opções e que todas as informações estejam disponíveis e bem claras. Muitas vezes é feita uma escolha inadequada ao biotipo, o que posteriormente pode provocar dores nas costas e noites mal dormidas. Não significa que o produto escolhido tenha defeitos, mas sim que ele pode não ser o ideal para o seu peso e altura. Por isso, é necessária toda atenção antes de concretizar a compra, pois se o colchão adquirido foi mal escolhido, é bem provável que você não consiga trocá-lo por outro modelo, já que não se trata de problema de qualidade de fabricação.

A Plumatex não tem a política de fazer reparos nos colchões, somente quando o mesmo apresenta vício de qualidade e encontra-se dentro do prazo de garantia.

Se confirmada a troca, o cliente é devidamente contatado por telefone ou e-mail. Uma vez feito isso, o prazo entre produção e entrega é de 30 dias úteis, conforme estabelece o CDC. Assim que o produto estiver pronto e for faturado, a transportadora responsável retira o produto na Plumatex e entra em contato com cliente para agendar a entrega. No momento da entrega, eles deixam o produto novo e retiram o danificado para retorno à fábrica.

Preocupada com o meio ambiente, a Plumatex cuida para que 100% de sua produção residual seja destinada para a reciclagem. Um trabalho diário de separação, acondicionamento e transporte de espumas, tecidos, madeira, metais, plástico e papelão resulta em cerca de 22 toneladas mensais desses materiais, que são transferidos para 20 empresas que os reaproveitam. O compromisso com a sustentabilidade e meio ambiente integra a política de Governança Corporativa da empresa.

Plumatex 2018 • Todos os direitos reservados.